{ Poema } #2 – Desânimo – Alvares de Azevedo ( Lira dos vinte anos )

6d5f7-liradosvinteanos Mais uma vez trago outro poema do livro , Lira dos Vinte Anos :

Desânimo – Álvares de Azevedo

Estou agora triste. Há nesta vida
Páginas torvas que se não apagam,
Nódoas que não se lavam… se esquecê-las
De todo não é dado a quem padece…
Ao menos resta ao sonhador consolo
No imaginar dos sonhos de mancebo!

Oh! voltai uma vez! eu sofro tanto!
Meus sonhos, consolai-me! distraí-me!
Anjos das ilusões, as asas brancas
As névoas puras, que outro sol matiza.

Abri ante meus olhos que abraseiam
E lágrimas não tem que a dor do peito
Transbordem um momento…

E tu, imagem,
Ilusão de mulher, querido sonho,
Na hora derradeira, vem sentar-te,
Pensativa e saudosa no meu leito!
O que sofres? que dor desconhecida
Inunda de palor teu rosto virgem?
Por que tu’alma dobra taciturna,
Como um lírio a um bafo d’infortúnio?
Por que tão melancólica suspiras?

Ilusão, ideal, a ti meus sonhos,
Como os cantos a Deus se erguem gemendo!
Por ti meu pobre coração palpita…
Eu sofro tanto! meus exaustos dias
Não sei por que logo ao nascer manchou-os
De negra profecia um Deus irado.
Outros meu fado invejam… Que loucura!
Que valem as ridículas vaidades
De uma vida opulenta, os falsos mimos
De gente que não ama? Até o gênio
Que Deus lançou-me à doentia fronte,
Qual semente perdida num rochedo,
Tudo isso que vale, se padeço!

Nessas horas talvez em mim não pensas:
Pousas sombria a desmaiada face
Na doce mão e pendes-te sonhando
No teu mundo ideal de fantasia…
Se meu orgulho, que fraqueia agora,
Pudesse crer que ao pobre desditoso
Sagravas uma idéia, uma saudade…
Eu seria um instante venturoso!

Mas não… ali no baile fascinante,
Na alegria brutal da noite ardente,
No sorriso ebrioso e tresloucado
Daqueles homens que, pra rir um pouco,
Encobrem sob a máscara o semblante,
Tu não pensas em mim. Na tua idéia
Se minha imagem retratou-se um dia
Foi como a estrela peregrina e pálida
Sobre a face de um lago…

Anúncios
por gabriel

{ Filme} – Keith

 

Sinopse : Natalie Anderson é uma garota de dezessete anos com a vida aparentemente perfeita, que passa a maior parte de seu tempo jogando tênis para ingressar na Duke, uma faculdade bem conceituada, mas a bola de cristal que Natalie vive se quebra, quando ela conhece seu parceiro de laboratório Keith  um rapaz problemático que vive com uma caminhonete amarela e tem uma vida bem diferente da dela.

Minha Opinião :  Achei o filme com o inicio que eu não dava muita fé ,pelo motivo que seria um clássico filme teen , mas de teen só os atores mesmo , porque o enredo e a história é  bem madura , com um tema muito usado ultimamente em livros e filmes principalmente nos últimos anos .

A História  faz você se emocionar , pensar , imaginar e se apaixonar .Keith é um filme que deve ser assistido por todas as pessoas desse mundo já que ele é universal.

por gabriel

{ Filme } – Frankenweenie

Frankenweenie (Frankenweenie) - Poster / Capa / Cartaz

Sinopse Oficial ( SPOILER NA SINOPSE  ) :

O longa é baseado no curta ‘Frankenweenie’, produzido por Tim no início de sua carreira em 1984, e conta a história de um garoto chamado Victor que amava seu cãozinho, Sparky.

Certo dia, enquanto brincava com ele na rua, seu cão acaba sendo atropelado e após muito tempo chorando sobre a morte do cão o menino decide ler livros sobre como trazer alguém de volta a vida, e acaba achando o livro de ‘Frankenstein’, depois disso, o garoto tenta reviver seu cão.

Produzido numa ambientação gótica e com o visual de filme B dos anos 50, o curta ainda pode ser encontrado na internet e também nos DVDs de ‘O Estranho Mundo de Jack’.

Minha Opinião : Tim Burton por si só já me causa  entusiasmo , ansiedade , entre outras coisas , porque simplesmente é perfeito , eu até agora gostei de todos os filmes  dele , as vezes a história não é tão bem aproveitada , o final não fica bacana ,mas o mundo que ele cria é incrível .

Em Frankweenie , Tim acertou em cheio , uma animação que leva ao nome da Disney e com a técnica de stopmotion , que foi bem aproveitada e produzida , com lições de vida que são ótimas para ser levadas , o filme de modo algum fica cansativo e de forma chata , mas sim interessante e previsível e não previsível em alguns casos.

Victor e Sparkys são personagens que super ornam e dão vontade de ver e torce pelo melhor para ambos  e como não chorar na parte trágica que eu não vou contar….  simplesmente emocionante.

Onde comprar :

Submarino :  http://oferta.vc/ZPU

Saraiva :  http://oferta.vc/ZPY

 

por gabriel

Resenha – Quenco , o pato ( O Boto e a Estrela ) -Ana Maria Machado

Minha Opinião : o segundo conto da coleção de contos infantis da Ana Maria Machado , que vem como destaque ” o boto e a estrela” . em Quenco , o pato , em uma história nada original , contando a história de um Pato , diferente das outras,nessa os pais e irmãos não tem nenhum tipo de  pre-conceito com o pato.

por gabriel

{ Poema} #1 – Lagrimas da Vida – Alvares de Azevedo ( Lira dos Vinte Anos)

 

 

Lagrimas da Vida , Alvarez de Azevedo

On  pouvait à vingt ans le clouer dans la bière
– Cadavre sans illusions…
THÉOPHILE GAUTIER

Je me suis assis en blasphémant sur le bord
du chemin. Et je me suis dit: – je n’irai pas plus
loin. Mais je suis bien jeune encore pour mourir,
n’est-ce pas, Jane?
GEORGE SAND, Aldo

Oh! tu não creras meu sorrir leviano,
Nem minhas insensatas alegrias!

Quando junto de ti eu sinto, às vezes,
Em doce enleio desvairar-me o siso,
Nos meus olhos incertos sinto lágrimas…
Mas da lágrima em troco eu temo um riso!

O meu peito era um templo — ergui nas aras
Tua imagem que a sombra perfumava…
Mas ah! emurcheceste as minhas flores!
Apagaste a ilusão que o aviventava!

E por te amar, por teu desdém, perdi-me…
Tresnoitei-me nas orgias macilento,
Brindei blasfemo ao vício e da minh’alma
Tentei me suicidar no esquecimento!

Como um corcel abate-se na sombra,
A minha crença agoniza e desespera…
O peito e lira se estalaram juntos…
E morro sem ter tido primavera!

Como o perfume de uma flor aberta
Da manhã entre as nuvens se mistura,
A minh’alma podia em teus amores
Como um anjo de Deus sonhar ventura!

Não peço o teu amor… eu quero apenas
A flor que beijas para a ter no seio…
E teus cabelos respirar medroso…
E a teus joelhos suspirar d’enleio!

E quando eu durmo… e o coração ainda
Procura na ilusão tua lembrança,
Anjo da vida passa nos meus sonhos
E meus lábios orvalha d’esperança!

_________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

por gabriel