Manoel Victor lança seu livro de estreia ” Demônio Vermelho”

Demônio Vermelho é o livro de estreia do autor pernambucano, Manoel Victor. As maiores inspirações do escritor vem das relações humanas degradantes. Ele conversou com o Blog e respondeu algumas perguntas.

Sinopse: A jovem Aurora McReed é a mais velha de três irmãos. Filha de camponeses protestantes, durante toda sua infância na pacata cidade irlandesa de Carlingford, a religião sempre esteve fortemente interligada aos aspectos morais que guiavam sua vida e a de sua família. Do cercado de sua fazenda, sonhava em um dia conhecer o mundo, o qual foi para ela introduzido pelos livros que lia. Era uma ávida leitora graças à sua falecida avó, por quem sempre nutriu imenso carinho. Tudo parecia simples e monótono até que na flor de sua adolescência, em mais uma de suas idas à igreja, percebeu que dentro de um rebanho de cordeiros pode-se haver lobos. Após um terrível acontecimento marcar não só sua vida, mas como também a de sua família para sempre, mudam-se para Nova Iorque sem olhar para trás, em busca de felicidade no próspero Novo Mundo. Assim que Aurora chega ao seu novo lar, logo se depara com situações que vão de encontro à sua aparente pureza. O pecado parece sempre estar à espreita, de prontidão para corromper e estabelecer conflitos internos. Em meio a um mundo completamente novo e degradante, ela conhece um homem por quem se vê perdidamente apaixonada, vivendo um amor aparentemente impossível que pode fazê-la tomar decisões precipitadas quando acontecimentos tornam-se recorrentes desde que passou a ter sonhos vívidos com uma enigmática figura de olhos vermelhos, cuja aparição mudará o rumo de sua vida para sempre. Em meio a amores vis, dissimulações e reviravoltas, essa jovem está disposta a transpor valores de uma sociedade conservadora do fim do século XIX para conseguir o que deseja, principalmente seu amado, nem que para isso sangue seja derramado. E já que fostes tu o escolhido para ouvir a história contada por ela através de pensamentos, faça o favor de guardar cada detalhe: isso é tudo que ela espera em troca.

Onde comprar: Martins FontesLivraria AtlanticoAmazon

*********************************************************************************************************

*Como surgiu a temática do livro? 

Manoel: O modo como vivia a sociedade em tempos não atuais cativa minha imaginação, como nos ditos filmes de “época”. A princípio, eu não tinha em minha cabeça uma história pronta, com começo, meio e fim. À medida em que eu escrevia, as ideias iam naturalmente emergindo, como também elas surgiam nos lugares mais inusitados, como em uma fila de supermercado enquanto eu aguardava ser atendido, por exemplo. De início sabia apenas de como seria minha personagem e que ela estaria imersa em um cenário de profunda degradação.

* Quando começou a escrever?

Manoel:Nunca tive o hábito de leitura. Apenas lia alguns paradidáticos da época de escola e olhe lá… Já escrever, sempre gostei. Por volta dos meus 14 anos esbocei começar a escrever um livro, mas não passou do primeiro capítulo. Depois disso, nunca imaginei que escreveria novamente, até que dez anos depois, em um momento difícil da minha vida, eu decidi escrever. Inicialmente, começou como um hobby, mas ao passo que a história tomava forma, esbocei a real possibilidade em algum dia enviá-la a uma editora – ao menos na tentativa de receber uma avaliação.

* Quais são suas inspirações na literatura?

Manoel: Creio que as fontes de minhas maiores inspirações provêm das relações humanas degradantes. Assim como do que é avesso e sofrido.

Acompanhe o autor no  Instagram 

por gabriel